21 de ago de 2007

O Sport Club Tabira decide participar do manipulado Campeonato Tabirense

Postado por Fernando Felipe
21/08/2007 - O SPORT CLUB TABIRA DECIDE PARTICIPAR DO MANIPULADO CAMPEONATO TABIRENSE

Quarta-feira passada ficou decidido a fórmula de disputa do Campeonato Tabirense. Os quatro cabeças de chave (Bandeirante, Coritiba, Sport e América) e o número ilimitado de inscrições de jogadores que residissem fora do município, mas para a nossa surpresa essa decisão foi revogada na surdina e confirmada em outra reunião.O Sport não era mais cabeça de chave, entrando o Botafogo do Brejinho em seu lugar e ainda terá que jogar no povoado de Riacho do Gado porque o Botafogo usará o Cordeirão, estádio do Sport, único da zona urbana, como sede.
Não concordamos com o critério de escolha dos cabeças de chave que levou em consideração apenas o último campeonato e não a trajetória dos clubes ao logo da história do tabirense. É descabido que o clube detentor do estádio sede tenha que se deslocar até outra localidade prá disputar o mesmo torneio.
Outras agremiações tiveram atendidas suas reivindicações, como serem cabeça de chave, mudarem de grupo.
No ano passado o Juvenil do Sport jogou a segunda divisão onde só tinham duas sedes, o Cordeirão e o Riacho do Gado, mas contrariando tudo que é de mais lógico teve que jogar em Riacho do Gado. No mesmo ano só que dessa vez na primeira divisão, os jogos do mesmo grupo seriam realizadas no mesmo dia e no mesmo horário, todos os outros times usaram seus respectivos estádios: Coritiba, Sociedade, Botafogo, Bandeirante e América, advinha quem mais uma vez teve que jogar em outra sede, o Sport.
Diante de tudo isso ameaçamos não participar do campeonato, mas depois de uma reunião com a maioria da diretoria decidiu-se começar o torneio e que não vamos mais baixar a cabeça para aqueles que tem como único desejo o de prejudicar o SPORT CLUB TABIRA.

0 comentários:

Postar um comentário

 

Sport Club Tabira - Copyright © 2012. Modelo de Ipietoon, modificado por Fernando Felipe e Fabrício Cordeiro.